domingo, 10 de março de 2013

Morto




Estou vazio
Os batimentos ecoam
Numa bacia de sangue puro
Que se prende a cada batida
E solta o sangue coagulado
Se tornando a dor, em minhas veias

Morto por dentro
Podre e desintegrando
Nenhum sentimento
Existe mais

Resta me enterrar
E esperar o chamado
Dos anjos desesperados
Que veem buscar algo novo
O que seria esse corpo?
O corpo morto mas o coração vivo..