terça-feira, 22 de novembro de 2011

Cemitério vermelho





Existe um cemitério
Criado pelo passado
Em minha mente
Nele há paz
Mas também desespero
Junto aos corpos e sangue

É frio e chove
Os caixões estão abertos
Meus antigos andam ao meu lado
Amigos e inimigos
Querem me acariciar
Querem me ferir

Toda essa chuva
São lagrimas
De sangue
Como essas
No meu rosto
Neste momento.

3 comentários:

  1. Sempre o passado...sempre questionando o futuro e perturbando o presente, algo que deveria ficar para trás mas não deve ser esquecida.
    Como sempre lindo lindo!

    ResponderExcluir
  2. Eu sempre fico relembrando e remoendo coisas do passado dentro de mim... Já sei que isso não vai passar... Mas não sei por mais quanto tempo vo aguentar segurar tudo isso...

    Carpe Noctem~
    http://mohhomes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. as lembranças que nos acalma são sempre seguidas pelas que nos pertubam !!
    Killer tu e du mal, seus poemas são muito bons !!


    Abraços Solitarios
    de
    http://alone--again.blogspot.com/

    ResponderExcluir