terça-feira, 2 de agosto de 2011

Querida escuridão





Queria te pedir para me abrigar
Deixar-me sonhar dentro de ti
Fechar os olhos e deixar acontecer
Guiar-me com teus caminhos
Pois odiar é mais fácil que amar
E de amar cansei de sofrer

Queridas trevas que me cercam
Deixo minhas palavras em tuas veias
Que um dia pulsem em minha homenagem
Deixando meu sangue fervendo
E libertando a besta interior
Que luta por sobreviver á custas da dor

Meu coração já parou de bater
Minhas asas estão mutiladas,
Meus sonhos destroçados,
Minhas mãos machucadas,
Meu corpo frio,
E amor de ódio e prazer.

2 comentários:

  1. "Minhas palavras em tuas veias", "asas multiladas" e "mãos machucadas". Muito forte. Lindo!

    ResponderExcluir