terça-feira, 7 de junho de 2011

Montanha vermelha



Meus passos me levam
A lua é o único sentido
Cansei de caminhar
Com os pés cheios de sangue
Meus toques não são mais necessários
Nada disso faz sentido

Vou subindo
Vou cantando
Vou sangrando
Cego por uma tempestade de areia
Impedido de continuar por uma parede
Derrubado pelos fortes ventos do sul

Ao chegar ao topo eu olho para baixo
Pensei que aqui era onde eu me sentiria melhor
No fim da vida, da caçada, dessa estrada
Agora eu percebo que não valeu a pena
Agora eu sinto que sangrei em vão
Resta-me pular, ou adormecer e esperar.

Um comentário:

  1. Tem gente que passa a vida toda lutando por um ideal, e quando o alcança vê que não era bem aquilo e vê também o quanto faz falta tudo o que deixou para traz.
    Nem todos, mas, alguns casos são como essa montanha, onde nos vemos entre a cruz e a espada: Voltar, e jogar tudo o que conquistei, ou continuar esperando pela felicidade utópica?

    ResponderExcluir