domingo, 22 de maio de 2011

Sem querer



Eu não queria lembrar
Mais a solidão me traz você
Eu me lembro do seu lindo sorriso
E lamento não poder contempla-lo hoje
Eu queria esquecer o arrependimento
Queria voltar atrás e olhar seus lindos olhos
Segurar firme suas mãos
Para que como naquele dia
Eu não precisasse vero afastar de seus passos
E sentir minha garganta segurando o que eu sentia
Um “eu te amo” que nunca saiu
Um “eu te quero em meus braços” que nunca existiu
Queria deitar a cabeça em seu colo naquele dia
E ficar falando de coisas sem sentido sem me preocupar
Queria levantar e te beijar e sentir meu amor pulsar
Deixar as lágrimas caírem com um sorriso
Pois suas mãos seriam aquelas que as secariam de meu rosto
Queria intender seus pensamentos e fazer como que se tornem reais
Mesmo que fossem impossíveis
Eu a faria sorrir com como eu fiz tão simples
Algo que estava distante estar diante de seus olhos
Porque eu traria seus sonhos até você
E faria dessa invisível felicidade
Uma realidade permanente

2 comentários:

  1. AS Lágrimas por deitar e os sorrisos que nunca se expressaram, são o maior peso do passado....

    Blood Kisses

    ResponderExcluir
  2. Extremamente romântico; admirável. Só que se você aplicar isso para a sua vida real, viverá preso no passado e estará perdido no mundo que continua tomando seu rumo a cada segundo, meu amigo.
    Abraços! .)

    ResponderExcluir