quarta-feira, 18 de maio de 2011

Ultimo voo



Sinto o frio do vento no rosto 
Minhas asas continuam a congelar
Tremo a cada gota de chuva em meu rosto
Aos poucos o solo me chama para perto...

A queda me faz pensar nos erros
Erros que cometi ao mentir
Erros que me afogaram em desespero
E que me cegou á sua beleza
Fez-me esquecer de amar a min mesmo
E não parar de ferir meu coração

Tento subir mais a cada milha
Com a esperança de ver a lua
E se um dia eu vê-la de novo
Saberei que valeu a pena.

Caindo outra vez
Só me imagino em seus braços
E se eu sobreviver
Só vou aceitar seus cuidados
Voltaria a atar minhas asas?
Só com você eu voltaria a voar.


2 comentários: