quinta-feira, 24 de março de 2011

Prisão



Ando com agulhas nos pés
Algo me puxa
Não quer me soltar
Sempre que tento
Eu nunca consigo
Fecho meus olhos.

Eu não consigo dizer a verdade
Prendo-me a sonhos
O mundo nunca foi belo
Sofrimento é a nova era
Arco íris em preto e branco
Vermelho dominante, sangue.

Meu coração ferido
Não pode mais cantar
Prenderam seu voo
Sua vontade de bater
E dizer mais uma vez
Que eu amo você.

Um comentário:

  1. E aí killer beleza!
    Passando pra conferir teus textos!
    bjs!
    http://guerradosmundosleka.blogspot.com/

    ResponderExcluir